16 de out de 2010

Serra ou Dilma...eis a questão...



O Brasil está passando por uma das fases mais importantes dos últimos tempos. Duas linhas de pensamento completamente opostas. De um lado o neoliberalismo nojento do PSDB. O problema é a política estadunidense da intervenção mínima do Estado, onde cada cidadão deve se "garantir" sozinho, sem "presentinho" ou subsídios do governo, daí as privatizações. Para eles o estado deve se preocupar com outras coisas, como por exemplo taxas de juros atrativas para investimentos estrangeiros. Eles fazem obras a toque de caixa (para parecer que fazem alguma coisa) com o dinheiro investido e não se preocupam mais com o que vai acontecer. Se a empresa não contratar brasileiros, que se dane, eles não vão se preocupar com isso. Lembrando que José Serra  mandou a polícia sentar o pau em professores na manifestação do começo do ano e mandou invadir a sede da UNE, lugar onde o próprio Serra já ocupou cadeira como presidente. Quer dizer, sua ideologia estudantil de mudanças se perdeu na carreira política e o capitalismo falou mais alto. Sempre acontece isso. Os políticos se vendem fácil. 
A educação (calo que dói) é o maior exemplo dessa política podre e nojenta do PSDB. Pra mostrar que o índice de analfabetismo em Sampa caiu inventaram a progressão continuada, sistema onde qualquer analfabeto passa de ano (digo analfabeto por mal saberem escrever o nome. É verdade, não sabem). O professor não diz nada, não impõe respeito na sala de aula (eles sabem que passam de ano, assim desafiam professor), este tenta de alguma forma, aos berros (por que ninguém te escuta) ensinar o mínimo para, pelo menos, ter conteúdo para uma prova. Coitado. Nem chega ao final da aula os alunos não lembram o que aprenderam. Não estou mentindo nem inventando, esta situação é real em quase todas as escola públicas de São Paulo. Isto se reproduz na faculdade. A violência e a falta de respeito iniciadas com professores de escolas públicas se repete em instituições particulares que para não perder aluno e consequentemente dinheiro, aceita certas atitudes inaceitáveis de reles alunos. Chamo reles os alunos desrespeitosos que sem saber nada indagam o que o professor sabe. Já vi isso. Alunos semi ignorantes discutirem com professores feras com mais de dez anos de profissão e títulos. O professor que acumula títulos (mestre, doutor, pós doc) estuda feito um louco. Trás tudo na ponta da língua.  Mas isso é outro assunto. Fica pra outra hora.
E o Lula, o que dizer do Lula e sua trupe? O povo do PT já mostrou a que veio. Tirar o atraso, meter a mão na grana sem escrúpulos. É quase uma máfia com Zé Dirceu, Genuíno, Palocci, Vicentinho entre outros. Mas é inegável que o Brasil cresceu aos olhos dos paises estrangeiros (precisamos deles), no norte do Brasil houve melhorias às famílias mais carentes, o poder aquisitivo está maior. O lula é o tipo de governo populista onde os "presentinhos" do estado são necessários para aprovação e aceitação da política vigente. Desta forma ocorre o esvaziamento do conteúdo revolucionário, de possíveis pretensões de revolta popular. Malandros. Getúlio Vargas no Brasil e Juan Domingo Perón na Argentina fizeram da mesma forma. A cúpula pensante do PT  conhece bem a História.
Mas o que devemos pensar à fundo é que o Brasil terá um próximo presidente que irá decidir o rumo do pais e isso é muito sério. Dele depende o futuro que nossos filhos e netos vão encontrar, as dificuldades que vamos passar e como seremos vistos pelo resto do Mundo (lembrando que precisamos deles). Achar que o  PT ainda é socialista é besteira. Isso nem funciona mais. O capitalismo seduz, foi o único sistema não implantado à força, ele adentra naturalmente, seduz naturalmente, o homem tem fetiches por produtos, quer ter, quer consumir, precisa de dinheiro pra isso e entra no sistema. Fácil. Não tem como fugir, pra onde fugir, então...que seja um mercado mais justo.
Antes de escolher seu candidato, busque saber mais sobre sua vida política, pesquise, observe as bases do partido e qual sua ideologia. A responsabilidade é sua. Eu já tenho meu candidato, e você ?